sábado, 16 de fevereiro de 2019

Roni Medeiros tem encontro com o governador Wilson Witzel

O presidente da Câmara Municipal Vereador Roni Medeiros (PTB) e o vereador Marcelo Lessa (Solidariedade) tiveram um encontro rápido com o governador Wilson Witzel,  antes da reunião com todos os secretários.
A reunião acontece no Palácio Quitandinha, na manhã do dia 16 de fevereiro.
Roni disse que foi um encontro informal e que voltará a se encontrar com governador para levar as demandas da cidade.  O encontro ainda não tem data para acontecer, mas será no Palácio Laranjeiras.
O vereador Marcelo Lessa encontrou o governador na sexta feira, no Sicomercio quando pediu atenção para os valores de ICMS cobrado no Estado com relação aos demais estados.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A oposição de Lessa ao governo Rossi

O vereador Marcelo Lessa do Solidariedade parece que quer marcar sua passagem pela Câmara Municipal como sendo um parlamentar de oposição ao Governo do Prefeito Bernardo Rossi.

Nas suas falas vem cobrando mais trabalho do prefeito e dos seus secretários. Ao falar sobre a questão do ISS, o vereador não poupou criticas a secretária municipal de Fazenda, lembrando que ela não é de Petrópolis e por isso não tem nenhum compromisso com a cidade.

Se ele mantiver esta postura, daqui a pouco teremos a certeza de que está no partido errado e que deveria ser do PSB, pois parte de seu discurso se assemelha muito as criticas feitas por agentes do ex-governo Rubens Bomtempo.

É importante destacar que o vereador Marcelo Lessa esta fazendo seu papel e com isso vem chamando atenção daqueles que estão descontentes com o Governo Rossi e não são poucos.

Há descontentes inclusive na bancada governista na Câmara Municipal e até dentro do governo, acreditem se quiser.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Vereadores derrubam veto e causam primeira derrota política na Câmara do prefeito

Os vereadores na tarde de hoje (14/02) derrubaram o veto do prefeito Bernardo Rossi as emendas que eles apresentaram ano passado durante a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Os vereadores tomaram esta decisão devido a atitude do prefeito ter vetado todos as emendas de forma conjunta o que dificultou inclusive a discussão dos vereadores sobre cada emenda.

Os vereadores que apresentaram emendas, como Maurinho Branco (PP) e Leandro Azevedo (PSD), agradeceram o apoio de todos na votação que derrubou o veto do prefeito.

Politicamente é a primeira derrota do prefeito Bernardo Rossi na Câmara. Um sinal de que hoje ele não tem mais o controle que tinha antes da Câmara, quando os vereadores, mesmo prejudicando projetos próprios, mantinham o veto.

Alerj: um parlamento decadente

O deputado estadual, Luiz Paulo Correa (PSDB) afirmou hoje, na tribuna da Alerj, que o parlamento está decadente pelo seu comportamento ético e moral.

Para o deputado o que deveria está em discussão nas assembleias legislativas, seja estadual e municipal, deveria está discutindo a ética e a moral na política partidária e nas casas legislativas.

Luiz Paulo fez esta declaração, antes de relatar que, na terça-feira, o deputado estadual, Marcio Pacheco (PSC), numa manobra política retirou um projeto encaminhado pelo governador Wilson Witzel, que na sua avaliação tinha quatro motivos de inconstitucionalidade.

Para o deputado do PSDB ele tinha razão, pois se não tivesse, o deputado Pacheco não iria retirar o projeto.

Luiz Paulo afirmou que viu e continuará vendo diversos projetos vindos com origem do governador e tribunais com quesitos de inconstitucionalidade.

Deputado Chiquinho Brazão defende reforma tributária

O deputado federal Chiquinho Brazão (Avante-RJ) defendeu hoje na Câmara dos Deputados uma reforma tributária com objetivo de trazer mais investimentos para os estados e com isso gerar mais empregos.

O deputado lamentou a discussão sobre a Reforma da Previdência, que na sua opinião tira direitos dos trabalhadores.

Para o deputado é preciso discutir temas que vão contribuir com o desenvolvimento do país e garantir direitos, inclusive ampliá-lo e não medidas que tira direitos.

Jandira Feghali é a nova líder da minoria

A deputado federal Jandira Feghali (PCdoB) é a nova líder da minoria da Câmara dos Deputados e defendeu hoje a importância de mulheres ocuparem espaços de liderança na Câmara e afirma que vai trabalhar para unir a esquerda.

"Nós somos minoria no parlamento, mas essa afirmação de uma mulher na oposição é muito importante. Nós vamos atuar aqui trabalhando pra construir essa unidade desse campo de esquerda, da oposição, na minoria, e também abrir campo pra que qualquer parlamentar, mulher ou homem, que queira se opor à agenda do governo se some a nós."

Emendas sociais rejeitadas pelo prefeito

Um dos temas da pauta de hoje da Câmara Municipal de Vereadores é o veto do prefeito Bernardo Rossi as emendas sociais dos vereadores a Lei Orçamentária Anual (LOA), aprovadas ano passado.

Na sessão de ontem, o vereador Leandro Azevedo (PSD) falou sobre o veto do prefeito as emendas. Ele lembrou que as emendas foram um trabalho grande dos vereadores e não entende porque o prefeito rejeitou todas e ainda fez num único documento, o que cria problemas para os vereadores derrubar ou manter o veto.

Diante desta situação, o vereador falou sobre projeto do governo municipal para modernização do sistema de informatização pública destinando uma verba de R$ 1,775 milhão, retirando verba das seguintes ações: cuidado com acolhimento de idosos R$ 40 mil, acolhimento da pessoa com deficiência, R$ 45 mil, serviço de interprete de libras, 20 mil e do restaurante popular R$ 520 mil.

O o vereador disse que é uma contradição, pois rejeita as emendas sociais e retira verba de serviços e políticas públicas importantes para financiar informatização.